terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Um dia acontece...

...e as coisas simplesmente ficam bem. Do nada.Aquele monte de coisa que sua terapeuta falava e que você não entendia. (Até parece que existe esse lance de se amar, você pensava.) De repente faz tanto sentido quanto respirar. E aquele monte de coisas que a sua melhor amiga e mesmo a sua mãe falavam. De repente você não precisa mais ouvir, você sente. Um dia você não precisa acordar e fazer o mantra da beleza. Aliás, você nem perde tempo se olhando pra conferir se está ou não bonita. Você tem certeza. E você não precisa checar o e-mail pra descobrir se alguém lembrou de você. Você sabe. Você acorda se achando inesquecível. Simples. E justamente nesse dia seu e-mail bomba com dezenas de amigos, x-namorados e até primos distantes. E você fica linda com a primeira roupa que pega. E pensar que antes você só saía de casa depois de derrubar os armários em cima da cama. Até seu cabelo que teve infância, adolescência e vida adulta rebeldes resolveu estender a bandeira branca. E não é que as calças voltaram milagrosamente a servir? E você não escreve frases de auto-ajuda com caneta vermelha no seu caderno e circula. Você não precisa lembrar que vale a pena pensar positivo. Você já está pensando. Aliás, você pensa: como é que tanta gente ganha dinheiro com esses livros e palestras que só falam o óbvio? Um dia as coisas simplesmente ficam bem. E não foi por causa da terapia e nem por causa daquele passe espiritual. Também não foi por causa do seu ex que falou que nunca te esqueceu. Não, não foi por causa da meditação, nem da yoga, nem das férias na Bahia. Talvez tudo isso somado tenha ajudado, tenha te trazido até aqui. Mas a verdade é que você, finalmente, depois de algumas esfoladas na alma, no fígado e na mente, conseguiu moldar um ser humano feliz. Quem diria: você é feliz! E nesse dia que você está pouco se lixando pro seu celular, ele vai tocar muito. E que você está pouco se lixando pra sua conta bancária, alguém te paga um cachê atrasado mais de 6 meses. E que você está pouco se lixando se alguém te ama, porque você, afinal, está pagando o maior pau pra si mesma, quem diria: vai receber carinho de gente que você nem imaginava. Um dia as coisas simplesmente ficam bem. E tudo aquilo que está escrito em livros não precisam nem de páginas, nem de capa dura, nem de canetas vermelhas para circular e decorar caminhos para a felicidade.

Tudo aquilo sempre esteve escrito em você. E você aí... achando que ler o seu próprio livro não ia ter graça nenhuma!