sábado, 16 de fevereiro de 2008

Lágrimas

Ah, porque não me deixastes ficar aqui, com os dentes a mostra e a felicidade há dominar o corpo e mente? Você tem que vir involuntariamente descer pelos olhos e rolar minha face.
Chorona, boba e totalmente emocional, qualquer programa sensacionalista faz surgi-la novamente em minha vida. Droga, não me faz lutar. Nessa briga você quase sempre as vence. Deixe que eu seja feliz, não atormente mais os meus sonhos e as minhas alegrias, isso é um recado (ou uma chamada na chincha) de alguém que não aguenta mais as suas visitas.
Passar bem.