sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

Memórias em um Baú

Sabe quando você acorda naqueles dias em que você realmente não queria existir, pois bem, hoje é um desses dias para mim. Estou bem cansada, agora mais do que nunca percebi que o meu cansaço não é físico. Queria poder acordar, separar todos os meus sentimentos, e esses ruins que andam me atormentando, joga-los em algum canto, mas que não possam ser tocados, como uma quarentena. E por fim, excluidos, mas nem tudo é assim né!

"Pessoas me confundem, me cansam, me fazem desistir do mundo. Pessoas fazem barulho, imcomodam. Pessoas são obvias. Pessoas machucam, atropelam. Pessoas mudam de opinião. Pessoas desistem do que ja havia sido combinado antes. Pessoas amadurecem e passam a querer outras coisas. Pessoas me dão vontade de vomitar. Pessoas se parecem umas com as outras. Pessoas se parecem comigo. Ou sou eu que me pareço com elas? Não sei, só sei que pessoas me confundem, me cansam, me fazem desistir de mim... "

[Maíra Viana]