sábado, 2 de fevereiro de 2008

Nostalgia

"...bota o tambor prá tocar , geral no embalo ....esse batuque é funk..."

Bom o carnaval começou, mas aqui dentro de "mim" nada mudou, alias as coisas continuam mais normais do que nunca, sem animo para bloco, festinhas e bebemorações. Trabalhei normalmente com todos me contando como seria o final de semana e suas viagens, e eu como sempre aqui em Santos, mas prometo e como toda promessa será cumprida, se Deus quiser em 2009 não estarei aqui, se não, não me chamo mais Helen Viana.

Ontem depois de chegar do trabalho olhei para o meu quarto e decidi fazer uma faxininha dentro do meu guarda-roupa onde guardo as minhas fotos, livros, agendas e BAGUNÇA. Isso mesmo, não sabia como tinha tanta bagunça acumulada num só lugar, e olha que sempre que limpo esse mesmo lugar sae a mesma quantidade de lixo, mas fico com dó de jogar algumas coisas fora. E não é que ontem aconteceu a mesma coisa, sempre mexo, mexo e mexo, e continuo do mesmo jeitinho!

Achei tanta coisa que ria sozinha de lembrar, encontrei agendas de 2003 e 2004, nossa eu escrevia todos os dias, não é que eu tive uma "paixonite virtual", sim sim, essas de achar que você vai morrer se não conhece-lo, de ligar quase todos os dias, de esccrever cartas de amor, manda-las pelo correio, com meu perfume favorito ou dar ataques de loucura sobre ciuminhos bobos, ainda bem que naquela época não existia o orkut, e msn ainda era novidade, a onda era mesmo ICQ, e como me divirtia com isso, pena que o rapaz era do Rio e até hoje não sei quem ele é pessoalmente. Em falar nele, nos encontramos novamente ai pelo mundo virtual, e não é que ele também tinha rádio, engraçado nós nos comunircamos agora, estranho até, mas fiquei feliz de encontrar um rapaz que eu disse que um dia "gostei", hoje vimos o quanto crescemos, colocamos o papo em dia e foi engraçado saber de tudo que passamos todos esses anos. Com certeza mais pra frente quero conhece-lo, e se possivel que o mesmo esteja sem as lentes de contato para a primeira impressão. Afinal, não mudei muita coisa! rs

Lendo também as minhas agendas vi o quanto estava presente no meu dia-a-dia um dos amigos que hoje eu sinto muita falta, éramos unha e carne. Todos os lugares juntos, ele estudava em SP e era engraçado e cômico quando ele queria descer mas não ir para casa, e então ele dormia aqui escondido. Ou quando ficavamos até tarde no tel, ele realmente foi e sempre será uma pessoa totalmente inesquecivel em minha vida. Aprendi tanto com ele, essa também foi um dos meus planos, o encontrar novamente, isso não foi tão dificil, porque ele não morava no Rio, pelo contrário, era pertinho. O achei no orkut e escrevi um e-mail, gostei de saber que ele se casou com a pessoa que ele realmente sempre amou, de saber que trabalha com o que gosta e etc. Infelizmente a vida nos prega peças e nos faz perder coisas importantes que jamais voltará a ser como antigamente, mas fico feliz de saber que se eu o encontrar novamente na rua, irei abraça-lo sem nenhum constrangimento de não ser recíproco.

Folheando ela, encontrei tantos folhetos de matinê, como as frequentava, Jesus amado, era todos os domingos o mesmo dinheirinho separado para a tarde com amigos e mais uns trocados para as raspadinhas....rs Era People, millenium, breezy e pelikkano´s, sobre a minha menor idade não tenho do que reclamar, mesmo porque já tinha o meu R.G. Falso para frequentar o forró. Forró, nossa como eu amava também as minhas sextas-feiras, fora na semana que não deixava um diazinho sem entrar no forum do Circuladô de Fulô, onde fiz amigos que até hoje tenho contato. Amigos esses que me fizeram fazer umas das mais loucuras por forrós de finais de semana, bate e volta em SP eram sempre muitos engraçados, com companhia da Karen, ou as vezes sozinha. Quando sozinha, o ponto era sempre perdido, mesmo porque depois de uma ótima baladinha de forró em sampa, a volta era sempre acompanhada de muito sono. Outra fase muito bem aproveitada da minha vida.

Foi dentro de uma das caixas que guardo todas as cartas e qualquer papelzinho que achava importante que achei uma foto com o ex, é foi nessa mesma época que tive o meu primeiro namoro, ainda era uma criança (coisa que ainda não deixei muito de ser), mas foi ai que aprendi muito com ele, onde conheci muitas pessoas, uma familia que me acolheu como nenhuma outra, onde passei na menininha com pessamentos em boneca, para outros já de adultos, foi nessa fase que passei da adolescência, me diverti demais com os passeios de casais, almoço de finais de semana, cinema, namorado em casa o final de semana. Infelizmente vimos que a nossa amizade era muito maior do que o sentimento que sentimos um pelo outro, e por isso depois de muito sofrimento vimos que a melhor escolha foi estarmos separados e como amigos. Fico feliz de hoje ter uma relação amigavel com a familia e com ele, mesmo porque foi uma pessoa que querendo ou não passou na minha vida!

Indo um pouquinho mais fundo na caixa e nas recordações, encontrei as fotos! Eu acho (uma opinião minha, claro), que o único objeto eletronico que não deveria passar por essa modificação e modernização era as máquinas fotograficas. Caramba, é tão triste saber que depois de qualquer probleminha no seu HD você perde praticamente toda a sua vida em questão de segundos. É tão gostoso poder toca-las e lembrar do que viveu, da cor que não são mais tão nitidas como hoje, mas nos faz viajar tão longe. Encontrei muitas, milhões de fotos. Época dos "Travessos" onde não deixava um show, uma reunião ou um aniversário deles, tantas fotos, encontrei até os negativos para revelar, porque como eramos muito fã dos "caras" pegavamos os negativos das outras meninas no fã-clube para ter também as fotos.

Fotos do pessoal do cólegio, dos amigos que infelizmente depois do fim do ano se dispersaram, algumas pessoas graças a Deus ainda mantemos contato, outras nem tanto, outras se mudaram de cidades, outras o orkut fez questão de nos reaproximar novamente. Isso me fez lembrar muitas e muitas coisas que foram ótimas na minha adolescência. Os passeios, as reuniões que faziamos para saber os papos que todas as meninas tinham curiosidade de saber, hoje eu vejo como éramos mesmo bem infantis, mas era uma época muito gostosa.

Mas as fotos que me fizeram mesmo pensar e sentar aqui pra escrever esse post todo foram as fotos antigassas. Claro que um dia (se tiver coragem) eu vou coloca-las aqui, e por favor não reparem nas rouuupitchas ou nos cortes de cabelo, os tempos mudaram e eu agradeço muito por isso! Fico pensando o que seria hoje da minha vidinha sem uma chapinha ou sem as mudanças de roupas! rs

Fiquei vendo as fotos com os meus primos, as fotos quando eu era uma pitchulinha, de como eu já tinha umas pernas tão gordas como as de hoje, como eu fofinha( não mudei muito), dos lugares de onde eu vim, e de onde eu nasci. É, não era um lugar que lembro de muitas coisas, mesmo porque sai de lá eu tinha apenas 11 anos, mas foi uma época boa também. Conheço pessoas de todas as classes, morava numa vila praticamente da familia silva. A cada quarteirão se encontrava uma ou mais familia que era meus parentes. Meus primos que não eram poucos. A vó Alice não polpou filhos, hehehehehe, ela teve 10 filhos e hoje tenho por volta de 25 primos SÓ de primeiro grau. Juntando a familia toda com certeza era sempre festonas. Não faziamos isso com frequência mesmo porque INFELIZMENTE a nossa familia não era muito unida. Mas a familia era grande mesmo.

Encontrei fotos com a minha outra familia, familia essa que não era de sangue mas era muito mais que familia, encontrei fotos de como eramos unidos desde de pequenos, com meus padrinhos, seus irmãos, as viagens que sempre faziamos para caçapava e afins. Fiquei lembrando da Si que todo final de tarde tinha lanchinhos com leite quente, do meu fofão que eu ganhei dela, da "quase" irmã que morou com a gente. Hoje ela já tem filhos e uma delas muito grande que acha meu irmão uma graça que me escreve sempre que entra no msn que ele está lindo, modesta a parte isso é de familia! rs

Depois de todas essas recordações, esqueci de dizer que a arrumação não ficou por conta de um dia, mesmo porque isso é sempre um defeito meu, começar e nunca terminar nada. Ontem tentei ver as escolas de samba de SP e não vi nem metade da gaviões, tentei assistir um filme com meu pai que também não vi nem 20 minutos e tentei terminar essa arrumação/zona toda, mas não consegui e parti para o sono, esse sim comecei e terminei direitinho.

Hoje acordei e olhei para o quarto e fiquei morrendo de preguiça de voltar a arrumação toda, mesmo porque olhei para a janela e vi o sol que estava fazendo lá fora e porque ainda continuando morando numa cidade praiana, mas enfim, voltei para o meu mundinho de recordações e a volta da arrumação. Claro que isso eu comecei fazer umas 12:00 e terminei quase 4 da tarde, MAS TERMINEI, graças a Deus, mesmo porque depois de tanta nostalgia o guarda-roupa precisa de um cheirinho.

Depois que terminei de arrumar o quarto inteiro e pular alguns minutos de corda (INTERNA), resolvi sentar no sofá e ver algum DVD. Então como a preguiça estava grande, mandei rodar o que já estava lá dentro para não ter se levantar para trocar, e por coincidência comecei a assistir o DVD do Racionais' MC... Isso também me fez recordar muitas coisas, minha origem, o lugar onde eu morava, lá quase todos escutavam esse som, e era meio o que era vivido ali. Eu adoro Racionais, é um RAP verdadeiro que sempre diz realmente o que a sociedade precisa escutar. Pena que para uma coisa dessas entrar na mídia é preciso MUITO "jabá", mas os "mano" sabem como entrar na mente das pessoas passando suas experiências vividas, atitudes que os fizeram pensar nas consequências onde perderam vários amigos, ou coisas que se hojem ainda estivessem praticando talvez não estivessem mais aqui entre a gente.

Pois é, música tachada para a classe baixa, da ZL, e dos menos favorecidos, mas diz a realizade! Onde essas mesmas pessoas escutam um funk, claro que falar do funk eu já não gosto muito porque hoje em dia é muito vulgarizado. Não vou dizer que em uma festa quando toca, ou aquelas modinhas eu não dance, mas não é uma coisa que me apetece.

Enfim, depois de ouvi-lo e prestar muito MAIS atenção nas letras de um lugar que eu morei pude ver como era realmente a realidade. Nem sempre todos se salvam, ou querem sair dessa vida, mas a vida é dura e é sempre preciso se esforçar uma pouquinho para se livrar. Vou colocar uma música que eu prestei atenção pacas na letra, já a conhecia, mas ela é muito mais interessante se você parar para pensar nela realmente.

Vou ficando por aqui, tentar mais uma vez, ver a segunda noite de carnaval de Sp, amanhã informo se consegui. Bom carnaval, bebam com moderação. Se for dirigir não beba, se for beber me chame, ehehehehehehe, e usem camisinha! ;))

Vou colocar as fotos que tirei hoje da minha "zoninha"...rs




FÓRMULA MAGICA DA PAZ




(Brown)

Essa pôrra e um campo minado.
Quantas vezes eu pensei em me jogar daqui, mas, aí, minha área é tudo o que eu tenho.
A minha vida é aqui e eu não consigo sair.
É muito fácil fugir mas eu não vou. Não vou trair quem eu fui, quem eu sou.
Eu gosto de onde eu vou e de onde eu vim, ensinamento da favela foi muito bom pra mim.
Cada lugar um lugar, cada lugar uma lei, cada lei uma razão e eu sempre respeitei, em qualquer jurisdição, qualquer área.
Jardim Santo Eduardo, Grajaú, Missionária. Funxal, Pedreira e tal, Joaniza.
Eu tento advinhar o que você mais precisa. Levantar sua "goma" ou comprar uns "pano", um
advogado pra tirar seu mano. No dia da visita você diz que eu vou mandar cigarro pros maluco lá no X.
Então, como eu tava dizendo, sangue bom, isso não é sermão, ouve aí: tem o dom?. Eu sei como é que é, é foda parceiro, Hee, a maldade na cabeça o dia inteiro.
Nada de roupa, nada de carro, sem emprego, não tem IBOPE, não tem rolê sem dinheiro.
Sendo assim, sem chance, sem mulher, você sabe muito bem o que ela quer (HEE....).
Encontre uma de caráter se você puder. É embaçado ou não é?
Ninguém é mais que ninguém, absolutamente, aqui quem fala é mais um sobrevivente.
Eu era só um moleque, só pensava em dançar, cabelo BLACK e tênis ALL STAR.
Na roda da função "mó zoeira!" Tomando vinho seco em volta da fogueira.
A noite inteira, só contando história, sobre o crime, sobre as treta na escola.
Não tava nem aí, nem levava nada a sério. Admirava os ladrão e os malandro mais velho. Mas se liga, olhe ao seu redor e me diga: o que melhorou? Da função quem sobrou?

Sei lá, muito velório rolou de lá pra cá, qual a próxima mãe que vai chorar?
Há! Demorou mas hoje eu posso compreender, que malandragem de verdade é viver.
Agradeço a DEUS e aos ORIXÁS, parei no meio do caminho e olhei pra trás.
Meus outros manos todos foram longe de mais: Cemitério São Luis, aqui jaz.
Mas que merda! meu oitão tá até a boca, que vida louca! Por que é que tem que ser assim?
Onti eu sonhei que um fulano aproximou de mim, "agora eu quero ver ladrão, pá! pá! pá! pá!", Fim. É... sonho é sonho, deixa quieto. Sexto sentido é um dom, eu tô esperto.
Morrer é um fator, mas conforme for, tem no bolso e na agulha e mais 5 no tambor.
Joga o jogo, vamo lá, caiu a 8 eu mato a par. Eu não preciso de muito pra sentir-me capaz de
encontrar a FÓRMULA MÁGICA DA PAZ.

Eu vou procurar, sei que vou encontrar, eu vou procurar,
eu vou procurar, você não bota mó fé, mas eu vou atrás(Eu vou procurar e sei que vou encontrar) da minha FÓRMULA MÁGICA DA PAZ.

Eu vou procurar, sei que vou encontrar
Procure a sua(eu vou procurar, eu vou procurar, você não bota mó fé...)
Eu vou atrás da minha(você não bota mó fé) (Eu vou procurar e sei que vou encontrar)

Caralho! Que calor, que horas são agora? Dá pra ouvir a pivetada gritando lá fora.
Hoje acordei cedo pra ver, sentir a brisa de manhã e o Sol nascer.
É época de pipa, o céu tá cheio. 15 anos atrás eu tava ali no meio.
Lembrei de quando era pequeno, eu e os cara... faz tempo, faz tempo, E O TEMPO NÃO PARA.
Hoje tá da hora o esquema pra sair, é... vamo, não demora, mano, chega aí!
"Cê viu onti? Os tiro ouvi de monte! Então, diz que tem uma pá de sangue no campão.
" IH, mano toda mão é sempre a mesma idéia junto: TRETA, TIRO, SANGUE, aí, muda de assunto.
Traz a fita pra eu ouvir porque eu tô sem, principalmente aquela lá do Jorge Ben.
Uma pá de mano preso chora a solidão. Uma pá de mano solto sem disposição.
Empenhorando por aí, rádio, tênis, calça, acende num cachimbo...virou fumaça!
Não é por nada não, mas aí, nem me ligo ô, a minha liberdade eu curto bem melhor.
Eu não tô nem aí pra o que os outros fala. 4, 5, 6, preto num Opala.
Pode vir GAMBÉ, PAGA PAU, tô na minha na moral na maior, SEM GORÓ, SEM PACAU, SEM PÓ. Eu tô ligeiro, eu tenho a minha regra, não sou pedreiro, não fumo pedra.
Um rolê com os aliados já me faz feliz, respeito mútuo é a chave é o que eu sempre quis(diz...). Procure a sua, a minha eu vou atrás, até mais, da FÓRMULA MÁGICA DA PAZ.

Eu vou procurar, sei que vou encontrar
Eu vou procurar, eu vou procurar
você não bota mó fé..., mas eu vou atrás....
(Eu vou procurar e sei que vou encontrar)
Da FÓRMULA MÁGICA DA PAZ

Eu vou procurar, sei que vou encontrar
Eu vou procurar, eu vou procurar
você não bota mó fé..., mas eu vou atrás....
(Eu vou procurar e sei que vou encontrar)

Choro e correria no saguão do hospital. Dia das criança, feriado e luto final.
Sangue e agonia entra pelo corredor. Ele tá vivo! Pelo amor de DEUS Doutor!
4 tiros do pescoço pra cima, puta que pariu a chance é mínima!
Aqui fora, revolta e dor, lá dentro estado desesperador!
Eu percebi quem eu sou realmente, quando eu ouvi o meu sub-consciente:
"E aí mano Brown CUZÃO? Cadê você? Seu mano tá morrendo o que você vai fazer?".
Pode crê, eu me senti inútil, eu me senti pequeno, mais um cuzão vingativo(mais um). Puta desespero, não dá pra acreditar, que pesadelo, eu quero acordar.
Não dá, não deu, não daria de jeito nenhum, o Derlei era só mais um rapaz comum!
Dali a poucos minutos, mais uma Dona Maria de luto! Na parede o sinal da cruz.
Que porra é essa ? Que mundo é esse ? Onde tá JESUS ? Mais uma vez um emissário não incluiu CAPÃO REDONDO em seu itinerário. Pôrra, eu tô confuso. Preciso pensar.
Me dá um tempo pra eu raciocinar. Eu já não sei distinguir quem tá errado, sei lá, minha
ideologia enfraqueceu. PRETO, BRANCO, POLÍCIA, LADRÃO OU EU, quem é mais filha da puta, eu não sei!
Aí fudeu, fudeu, decepção essas hora... a depressão quer me pegar vou sair fora.
2 de Novembro era finados. Eu parei em frente ao São Luis do outro lado e durante uma meia hora olhei um por um e o que todas as Senhoras tinham em comum: a roupa humilde, a pele escura, o rosto abatido pela vida dura.
Colocando flores sobre a sepultura. ("podia ser a minha mãe").
Que loucura. Cada lugar uma lei, eu tô ligado. No extremo Sul da Zona Sul tá tudo errado.
Aqui vale muito pouco a sua vida. A nossa lei é falha, violenta e suicida.
Se diz que, me diz que, não se revela: parágrafo primeiro na lei da favela. Legal...
Assustador é quando se descobre que tudo dá em nada e que só morre o pobre.
A gente vive se matando irmão, por quê ? Não me olhe assim, eu sou igual a você.
Descanse o seu gatilho, descanse o seu gatilho, entre no trem da malandragem, o meu RAP é o
TRILHO.

VOU DIZER....

Procure a sua paz....Pra todas a famílias ai que perderam pessoas importante morô meu!!!!
(Eu vou procurar e sei que vou encontrar)
Procure a sua Paz(Paz....)
Não se acostume com esse cotidiano violento, Que essa não é a sua vida, essa não é a minha vida
morô mano!!!!
Procure a sua paz....

Você pode encontrar o seu INFERNO!!!!
A FÓRMULA MÁGICA DA PAZ........!
(Eu vou procurar e sei que vou encontrar)

eu prefiro a P A Z ! ! ! ! ! !