segunda-feira, 23 de junho de 2008

Intensa

Com a quantidade de filmes que vi no final de semana, até que foi produtivo. O que realmente não foi nadinha, foi a minha tamanha grosseria devido a tensão (antes, durante e após) mestrual.
É, eu fico chata, apesar de escutar isso frequentemente nos últimos tempos, bem mais sensível, e muito mais intensa.
Se é pra chorar, eu choro de soluçar mesmo, se for pra rir, que doa a barriga, se for pra conversar, que seja a noite toda e se for pra me dar bronca, que seja aquelas broncas violentas.
Se bem que a única coisa que me preocupa mesmo, é a sensibilidade aguda, tanto as externas como as internas andam me deixando de um jeito estranha. O mais estranho da estranha aqui, é que mudei pra cacete sem forçar nada, simplesmente por que tinha que acontecer, e isso anda me irritando.
Eu merecia nesse final de semana aquele esporro de me deixar tonta, zonza e desmaiar (drama, to intensa, rs), mas a única coisa que eu escutei foi:

-Não vou te cobrar a consulta, só não posso te abraçar, porque eu não posso ter sentimentos diante de meus pacientes.
Pois é, mas o importante foi que as palavras dela me deixando bem mais estranha, bem mais pensativa, e bem mais chata. Eu quero que a estranha saia daqui de dentro agora, mas como conversamos, do mesmo modo que ela entrou sem forçar nada, ela tem que sair, do mesmo jeito, sem forçar nada.
Pulllllta que pariu, isso anda me irritando pra cacete gente, parece que estou brigando com uma outra helen, bem mais chata do que eu mesma, dois eus, dois inconscientes, a única diferença é que uma insiste em agir pela razão e a outra pela emoção. E eu não sei o que eu faço, só quero voltar a ser o que era, e parar de ficar criando ilusões baratas que eu sei (e como sei) que são sem pé nem cabeça, sem fundamento e que não irá me levar a lugar nenhum, a não ser o sofrimento.

Vocês entenderam alguma coisa? Nem eu.