segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Eu ando com uma leve doença, sim, eu chamo de doença, e me deixem chamar do modo que eu quiser. Ela altera o meu estado de saude, logo, é uma doença, e PONTO.
Ando com preguiça, mas é uma preguiça crônica. Preguiça de ler, de escrever, preguiça das pessoas, preguiça de mim. Preguiça de tudo isso aqui. Eu sei que é algo que não me afetará logo de inicio, e nem coloca em risco a minha vida, assim espero. E mesmo não preferindo doença alguma, esse tipo de não afetar a minha parte física é que faz piorar muito mais as coisas. Acho uma merdinha, alias mediocre mesmo, falar que eu ando depressiva, e só de pensar neste nome, eu fico irritada comigo mesmo. Injusto demais dizer que estou assim. Porra, eu tenho tudo, de tudo mesmo, a familia mais bonitinha, os melhores carinhos, aquela coisa bem de propaganda de margarina, ou para as pessoas piores, que gostam de intitular de mimada, sim eu sou e tenho todos os sistomas para ter. Porém, como ando com preguiça, pararei por aqui. Ah, e a culpa disso tudo não é homem. Uhu, não mesmo.

*helen de bros cruzados fazendo bico, batendo o pé e sendo muito mais ironica do que o costume*.

Mas a ironia é outro assunto, na verdade, outro post.