sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Sem dinheiro, paciência e cia....

Não queria ver o show da Ana Carolina mesmo, nem amanhã o da Marina de la Riva, nem ir ao forró com os meus amigos paulista paulistanos, nem ao cinema ver Romance, nem Vicky Cristina Barcelona, nem ao lançamento do livro do meu professor.

Não queria explodir por qualquer coisinha, não queria fazer cara feia por coisas tão inúteis. Não queria bater na mesa do serviço e quebrar o meu porta-celular que achei tão lindo. Não queria atender o telefone e fazer caras e bocas tentando desligar o mais rápido possível.

Não queria receber mensagens suas, não queria que você me ligasse de madrugada e muito menos que sentisse saudades minhas. Não queria que sorrisse ao ver que te escrevi. Não queria que pensasse em mim, enquanto não penso em você. Não queria te ter agora, não queria esperar um telefonema seu.

Muito menos olhar o celular de minuto em minuto, trazendo aquela mania ridícula que você mesma notou e ter uma mensagem ou uma ligação sua.

Não queria nada disso. MESMO.