segunda-feira, 17 de outubro de 2011

é SÓ você que me inspira....

Posso dizer?! Sabem a Clarice, Caio F., Oswaldo de Andrade, Drummond e todos os poetas na qual eu e milhões de pessoas se identificam? Isso, esses mesmos que tu encontra por todos os cantos do facebook, porque virou moda? Pois bem, lá se vai um noticia na qual seus fãs mais calorosos me detestarão a partir de agora: ELES NÃO ME INSPIRAM MAIS. Calma, calmaê... Posso tentar explicar e talvez algumas pessoas concordem comigo. Deixando claro, antes de tudo, que também sou fã... Há de ser necessária alguma poesia/poema quando se tem um abraço quente, ou olhos que repousam nos teus, num domingo chuvoso? Nem mesmo Clarice me pedindo para se render, eu faria, se não fosse tuas mãos a me beijar o corpo inteiro, e se boca a andar de mãos dadas comigo. Ela também quis algo inventado e eu não entendia o que isso significava até viver na prática situações surreais. Caio me desejou fé, e que reconhecêssemos o poder do outro sem esquecer do nosso, mas isso é válido quando o outro tem o poder de te desfalecer só com seu poder do seu beijo?! O poder dele sim é inevitavelmente e insuportavelmente maior e em cima do meu. E disso e de tantas outras coisas, poetas e poetisas não me inspiram mais, porque hoje eu preciso só de alguns toques, alguns olhares, e esses todos seus, pra me fazer seguir a diante, pra me fazer ser quem sou, e pra arrancar de mim sorrisos sinceros lembrando que algo pode ser bom, mesmo não lendo um livro se quer de poesia.